A 'go getter' blog with a purpose - keep your eyes on it!

Friday, October 10, 2008

Dia de lut@

Hoje sinto muita vergonha pela minha opção partidária: sou militante do PS.

Sinto uma imensa tristeza por estar tão perto, e tão longe, de Espanha.
O que é uma Democracia que reserva direitos a determinadas pessoas? O que é uma Democracia que exclui minorias?
Hoje sinto-me defraudada pelas instituições em que aprendi a confiar, as mesmas que pedem a minha participação e a quem presto contas.

Hoje algo mudou. Não tenho a mesma situação que antes. Hoje acredito que não sou importante para o meu país. Acredito que a Democracia não é importante para o Governo do meu país, não lhe interessa a voz dos cidadãos. Se não fosse pela Constituição da República do meu país, hoje estaria à vontade para abdicar da minha nacionalidade. E é por não estar à vontade que hoje sofro. Sofro muito.

6 comments:

jc said...

shame on you!
por isso é que eu não me filío. hoje estamos de acordo e amanhã já me estão atacar.

Grace said...

jc, eu filiei-me porque acreditei no projecto de governo. acreditei que, por aquilo com que se comprometeu, poderia confiar nos representantes que elegi. o que não adivinhava era que os meus representantes quisessem sobrepôr-se à Constituição desta maneira.
sou militante também da Ilga, e junto a minha às vozes que pedem o justo: igualdade. a Ilgualdade não pode depender de Governos; tem de ser servida pelos governantes, e estes humilharam-na.

jc said...

compreendo perfeitamente, já estive vai não vai para dar o corpo, ou pelo menos o nome, ao manifesto. mas o problema está, exactamente, na parte do compromisso. quando é que foi a última vez que viu um político a cumprir um compromisso?que partido político é que serve a população em vez dos seus próprios interesses?

Grace said...

jc, desta vez não posso concordar com a sua opinião. deixando à parte a qualidade do (des)empenho enquanto partido, aquilo que critico e que me insatisfaz é que enquanto Governo (e de ideologia socialista!) não seja capaz de corrigir uma situação ajustando a lei à realidade e à Democracia para a qual supostamente contribui. Além do mais, acha que a correção desta incoerência legal não defenderia alguns interesses próprios dentro do PS e demais partidos?

jc said...

"alguns" será simpático, se estivermos a falar do quão perto de casa este assunto lhes toca. é isso não é?

mas isso só torna tudo isto ainda mais imcompreensível.

e porque é que não são capazes?

k said...

Os políticos prometem, prometem...para sacar votos ao pessoal e depois viram a casaca...enganam uma vez e provavelmente não voltam a enganar...É uma vergonha brincarem com os sentimentos das pessoas e condena-las à clandestinidade...